Um plano de negócios escrito é uma ferramenta que ajuda a:

  • Explicar a visão e a missão de sua companhia e a organizar prioridades estratégicas;
  • Medir seu desempenho e planejar o futuro crescimento das vendas;
  • Criar a integração de comprometimentos entre funcionários de todas as áreas;
  • Conseguir financiamentos e investimentos.
O Plano de Negócios ou Busines Plan, como também é conhecido no mercado, oferece às empresas uma visão global da organização. Analisando o desenvolvimento do trabalho das diversas áreas da empresa, sugere e recomenda soluções com planejamento, com foco em crescimento das vendas.

O Plano de Negócio é estruturado para ser elaborado tanto para empresas em funcionamento quanto para empresas novas, em fase de estruturação, como também para Unidades de Negócios em diferentes mercados de atuação.

O Plano de Negócio analisa a situação atual e recomenda ações futuras aos negócios de sua empresa, elaborado de maneira estruturada e planejada através da visão de consultores externos, para garantir que seu negócio atinja resultados de sucesso.

O Plano de Negócio identifica os passos que precisam ser tomados para dirigir seu negócio com objetivos estruturados e dar continuidade com mais significado.

É um processo de análise que verifica todas as variáveis do negócio – boas e ruins, define os melhores caminhos do futuro e motiva a integração das equipes.

É um trabalho de clínica geral, com sensibilidade empresarial.

O Plano de Negócio (Business Plan) – áreas analisadas:
  1. A Empresa:

Síntese dos elementos que permitiram desenvolver sua empresa.

  • Conceito do negócio;
  • Objetivos gerais;
  • Situação atual da empresa;
  • Pontos fortes e fracos; ameaças e oportunidades – SWOT;
  • Análises por Unidades de Negócios.
  1. Área Operacional – Serviços ou Produção:

Revisão do esquema geral executivo para administração de sua atividade.

  • Atividades atuais;
  • Desempenho das equipes;
  • Estrutura organizacional.
  1. Área Administrativa e Financeira:

Levantamento e análise da situação geral dessa área, verificando a saúde financeira da empresa e suas possibilidades estratégicas de crescimento.

  • Rentabilidade da operação;
  • Previsão de resultados;
  • Break-even da operação;
  • Financiamento; tesouraria e caixa;
  • Organização jurídica e contratos.
  1. Área Comercial:

Análise em profundidade das oportunidades de mercado, pontos fortes e fracos, ameaças e oportunidades para o objetivo de crescimento da empresa e previsão de vendas.

  • Analise macro do mercado;
  • Caracterização geral do mercado, público-alvo;
  • Curva ABC de clientes e produtos;
  • Análise da concorrência;
  • Marketing mix e comunicação.
  1. Recomendações finais:

Finalizamos os trabalhos buscando apresentar como os próximos passos serão seguidos, quem irá executá-los, quando será possível realizá-los e quais as necessidades comerciais, operacionais e financeiras para o cumprimento dos objetivos.

  • Estratégias a serem seguidas;
  • Necessidades comerciais;
  • Necessidades operacionais;
  • Necessidades financeiras;
  • Matrizes de oportunidades e mudanças estruturais.
Fale conosco - Clique aqui